Complot

Este blogue nada tem de original. Fala de assuntos diversos como a política nacional ou internacional. Levanta questões sobre a sociedade moderna. No entanto, pelo seu título - Complot -, algo está submerso, mensagens codificadas que se encontram no meio de inocentes textos. Eis o desafio do século: descobri-las...

A minha fotografia
Nome:
Localização: Praia da Vitória, Terceira, Portugal

segunda-feira, maio 09, 2011

Duas "Cardoso" para um só lugar

Bem estranhei quando a Presidente da Câmara de Angra, Andreia Cardoso, iniciou as suas lides literárias enquanto cronista do Diário Insular logo após a nomeação de Cláudia Cardoso como Secretária Regional de Educação.



De certeza que era uma coincidência e mais nada.



É verdade que nos primeiros textos de opinião, Andreia Cardoso abordou questões da Educação.



De certeza que era uma coincidência e mais nada.



Recuando no tempo, é verdade que o PS Terceira fez a vida negra ao pai de Cláudia Cardoso, na altura Presidente da Câmara de Angra e apoiado pelos socialistas, o que o terá levado à sua demissão, apesar de dispor de uma maioria clara - coisa que não acontece no mandato da actual Edil.



De certeza que era uma coincidência e mais nada.



Voltando ao presente, existe um litígio político entre a Câmara e a Secretaria Regional da Educação por causa da construção da escola de Santa Bárbara. O "diz que não disse" o compromisso que supostamente não existe comprova que há um verdadeiro problema de competência política por parte da edilidade, negando aquilo que se diz sobre os vereadores da oposição. Quando a oposição acusa Andreia Cardoso de incompetência política, afinal não está assim tão enganada.

O PS de Angra está certamente dividido, pois é difícil explicar por que razão há discrepâncias dentro do partido quanto a um assunto do foro local. As coisas podiam ser tratadas de forma discreta, no recato do partido, sem dar a entender que há uma espécie de lavagem de roupa suja na praça pública.


Voltando ao princípio do texto. Há coincidências muito esquisitas e os recentes acontecimentos só me levam a aumentar a minha desconfiança relativamente às verdadeiras intenções das duas senhoras homónimas.



Carlos César terá que arbitrar este "cat fighting", colocando, no final, as duas a apertarem a mão e a sorrirem para as câmaras fotográficas. Não basta ser-se mulher de César, é preciso parecê-lo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial