Complot

Este blogue nada tem de original. Fala de assuntos diversos como a política nacional ou internacional. Levanta questões sobre a sociedade moderna. No entanto, pelo seu título - Complot -, algo está submerso, mensagens codificadas que se encontram no meio de inocentes textos. Eis o desafio do século: descobri-las...

A minha fotografia
Nome:
Localização: Praia da Vitória, Terceira, Portugal

sábado, maio 07, 2011

O momento oportuno

Tendo em conta as consequências da ajuda externa sobre a Grécia e a Irlanda, considero que tivemos sorte no momento escolhido para recorrer a essa mesma ajuda.


Não interessa que elementos da Troika tenham dito que se Portugal tivesse pedido o apoio mais cedo, sofreria menos. Acho essa opinião errada. As três instituições envolvidas no resgate a Portugal tiveram uma abordagem muito diferente do que aquela efectuada nos outros dois países, justamente porque aprenderam com os erros cometidos.


E o erro deveu-se à forma punitiva, sancionatória como elaboraram os planos para esses dois países. Um ano depois, a Grécia está completemente sufocada e já não sabe como sair do impasse. Não há retoma da economia e os juros da compra da dívida continuam a subir vertiginosamente. Assim, é impossível ao país dar a volta à situação.


Assim sendo, o momento em que se solicitou a ajuda externa foi oportuno, e diria eu providencial, pois ninguém no país anteviu a possibilidade do acordo poder de facto tornar-se uma oportunidade para reerguer o país. Relembro toda a demonização inventada acerca do FMI e que se revelou errada.


Foi uma questão de sorte.


Não concordo com aqueles que se regozijam por terem avisado que a ajuda devia ter sido pedida mais cedo e que a Troika lhes deu razão, como também tenho a certeza de que o Governo, nomeadamente José Sócrates, não previu essa possibilidade.


Há que aproveitar, pois na verdade a Troika, por pressão da União Europeia, concluiram que a manter a postura sancionatória teriam daqui uns meses a Espanha na mesma situação que Portugal.


A Espanha pode aprender com o plano delineado para Portugal e adaptá-lo para o seu país.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial