Complot

Este blogue nada tem de original. Fala de assuntos diversos como a política nacional ou internacional. Levanta questões sobre a sociedade moderna. No entanto, pelo seu título - Complot -, algo está submerso, mensagens codificadas que se encontram no meio de inocentes textos. Eis o desafio do século: descobri-las...

A minha fotografia
Nome:
Localização: Praia da Vitória, Terceira, Portugal

domingo, julho 28, 2013

O rei e os professores




            O nobre deputado do PPM, Paulo Estêvão, defende que é preciso acabar com a preferência regional na colocação de professores. Se fosse por uma questão de igualdade de direitos eu até me calava. Porém, o aristocrático deputado insinua que parte do insucesso dos alunos se deve à má formação dos professores que tiraram o curso na Universidade dos Açores. Alto aí que essa é para mim.

            Primeiro, como professor formado na UA - e contratado há 14 anos -, tive o privilégio de conhecer centenas de professores em diversas escolas dos Açores. Lembro que grande parte desses colegas, açorianos ou continentais, se formou em instituições superiores do continente.

            Segundo, quando penso em professores da UA como Machado Pires, o saudoso Martins Garcia, Vamberto Freitas, Urbano Bettencourt, Rosa Goulart, Paulo Meneses ou Rosa Funk acho que o deputado do Corvo está muito enganado. Sinto-me ofendido até.

            Compreendo que Paulo Estêvão tenha uma questão do foro pessoal com a Directora Regional da Educação, Graça Teixeira. No entanto, a minha veia minhota aconselha-lhe a seguir a máxima “Quem se mete com PS, leva” e a ser, deste modo, mais pragmático. Ao invés de oratória de peito inchado no Parlamento, seguida de propostas de lei, porque não usar um cacete para resolver o problema de vez?

            Entre o partido político que gosta de dar lições de democracia, mas que nunca foi a votos e aquele que vai a votos para defender que quem deve mandar é o filho de sangue azul, inspiro-me, com benevolência, numa obra de Miguel Esteves Cardoso e digo “A democracia é fodida”.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial