Complot

Este blogue nada tem de original. Fala de assuntos diversos como a política nacional ou internacional. Levanta questões sobre a sociedade moderna. No entanto, pelo seu título - Complot -, algo está submerso, mensagens codificadas que se encontram no meio de inocentes textos. Eis o desafio do século: descobri-las...

A minha fotografia
Nome:
Localização: Praia da Vitória, Terceira, Portugal

domingo, outubro 20, 2013

Fantochada no Parlamento Regional




        Nesta nova legislatura, os Açores têm pela primeira vez - tal como acontece no continente - uma mulher como Presidente da Assembleia Regional. Sendo o segundo cargo com maior relevo político na Região, espera-se que a escolha se tenha regido por critérios de experiência e competência políticas e não por uma cedência tonta ao politicamente correto. 

            Ana Luís foi a escolha do Partido Socialista para presidir à Assembleia Regional. Não foi, estranhamente, uma escolha consensual dentro do partido que sustenta o governo de Vasco Cordeiro. Com o tempo, percebe-se a razão de tal incómodo. 

            Quem tem a possibilidade de assistir aos plenários na cidade da Horta, fica com a sensação de estar dentro duma sala de aula onde a professora perdeu o total controlo sobre os alunos. A Presidente do Parlamento Regional não tem conferido dignidade ao cargo que ocupa quando se torna refém – ou, pior, cúmplice – da maioria parlamentar e dalgumas figuras do governo.

            As constantes interrupções dos socialistas às intervenções da oposição, a dualidade de critérios no trato aos deputados da maioria e aos da oposição são inadmissíveis, pois transformam a Assembleia Regional numa fantochada. 

            Se a autoridade e a imparcialidade da Presidência do Parlamento Regional não forem devidamente repostas, Ana Luís dificilmente terá condições para se manter no cargo. 


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial